Lista Anfíbios

A Lista Brasileira de Anfíbios foi constituída a partir de listagens iniciais enviadas a um significativo número de pesquisadores atuantes no Brasil e em países vizinhos, formando assim uma relação de espécies próxima da realidade.

Durante o I Congresso Brasileiro de Herpetologia (Curitiba, julho de 2004), ocorreram dois workshops simultâneos para definir, respectivamente, as listas de espécies de anfíbios e répteis brasileiros. Na ocasião, diversos pesquisadores que estiveram envolvidos na primeira etapa (discussões por correio eletrônico em cima das listagens iniciais), bem como outros que foram ali convidados, anunciaram 751 espécies de anfíbios e 625 de répteis para o País. Também foi definido que as listas seriam publicadas na home-page da Sociedade Brasileira de Herpetologia, devendo ser constantemente atualizadas.

Desde então, novas contribuições têm aprimorado as listas provenientes dos workshops, em função da descrição de novas espécies, novas alocações genéricas e outras modificações de ordem taxonômica ou nomenclatural.

A Lista Brasileira objetiva ser um resultado coerente e consensual dos herpetólogos brasileiros. Ela pode, assim, ser adotada por órgãos ambientais oficiais, instituições de pesquisa, universidades e outras unidades de ensino, ONGs, e mesmo pela Mídia, contabilizando os anfíbios e répteis brasileiros – a herpetofauna mais diversa do planeta.

As opções taxonômicas adotadas estão em conformidade com o que foi decidido nos workshops, ou seja: seguir as determinações taxonômicas vigentes na literatura atual e usar apenas taxa de status específico, desconsiderando subgêneros e subespécies.

Portanto, revisões de gêneros ou de grupos de espécies, redefinições de famílias e assim por diante, uma vez publicadas em veículos reconhecidamente adequados, foram seguidas nas listas de anfíbios e répteis, mesmo quando muitos consideram tais revisões como inconsistentes. Casos notórios de sinônimos prestes a ser adotados, alocações genéricas enganadas ou espécies que logo sofrerão “split”, não foram seguidos nas listas. Somente depois de devidamente publicadas é que essas transformações poderão ser incorporadas à Lista Brasileira.

 

Baixe aqui o PDF com a lista de anfíbios do Brasil.