Simpósio – Tendências atuais no estudo de anfíbios e répteis

nexodesign

Nos últimos anos, a literatura herpetológica vem sendo permeada pelas mais diversas abordagens e técnicas recentes, ao lado das abordagens e técnicas tradicionais. Dentre as abordagens mais recentes destacam-se o Sequenciamento de Nova Geração (sigla em inglês NGS), a busca por DNA ambiental para identificar espécies raras ou desaparecidas e as avaliações dos impactos das mudanças climáticas globais sobre a herpetofauna. Ao mesmo tempo, as abordagens tradicionais continuam tendo grande importância na geração de conhecimentos de alta qualidade.

Com o intuito de trazer para a comunidade herpetólogica brasileira uma boa amostra das mais recentes tendências em pesquisas sobre anfíbios e répteis, a Sociedade Brasileira de Herpetologia e o Instituto Butantan promoveram o simpósio “Tendências atuais no estudo de anfíbios e répteis”, no Instituto Butantan, em São Paulo, nos dias 3 e 4 de dezembro de 2016.

O simpósio contou com 111 inscritos. Os pesquisadores que palestraram foram Alexandro Tozetti (Unisinos), Ana M. Moura da Silva (Instituto Butantan), Carla M. Lopes (Unesp-Rio Claro), Carlos Navas (IB-USP), Felipe G. Grazziotin (Instituto Butantan), Felipe Toledo (Unicamp), Luis Cesar Schiesari (EACH-USP), Murilo Guimarães (UFRS), Paula C. Eterovick (PUCMG), Selma Maria de Almeida Santos (Instituto Butantan ) e Tereza Chiarioni Thomé (Unesp-Rio Claro).

Durante o simpósio, foi feito o lançamento da nova identidade visual da SBH (novo logotipo e website) e distribuímos canecas e adesivos com o novo logotipo da SBH para os inscritos e palestrantes.

Aproveitamos esta oportunidade para agradecer aos palestrantes e todos os inscritos que fizeram deste simpósio um sucesso!